Empreendedoras Sociais que a Mundaréu ajudou a revelar: Lourdes do Conkistart

Vamos apresentar a vocês uma série de posts sobre os empreendedores que participaram de projetos da Mundaréu. A Maria de Lourdes Figueredo é a primeira!

Conhecemos nossa personagem no projeto realizado pela Mundaréu em parceria com o Instituto Walmart em São Mateus, na Zona Leste de São Paulo. Baixinha, muito simples e aparentemente tímida Lourdes surpreende.

Maria de Lourdes Figueredo

Sua família era do interior, ela e seus 11 irmãos sofreram uns bocados durante a infância. As dificuldades financeiras obrigaram- na a trabalhar com apenas 12 anos e, para pegar firme no batente, teve que abandonar a escola quando ainda cursava a 4º série do ensino fundamental. Mesmo depois de casada continuou trabalhando como doméstica para garantir o sustento da casa e dos cinco filhos. Para concretizar o sonho da casa própria, Lourdes, o marido e seus vizinhos colocaram a mão na massa, com o material e o terreno cedido governo, construíram, em mutirão, suas próprias casas.

 

O Projeto Brilha foi a concretização de um sonho que as amigas do Jardim da Conquista já tinham: uma oficina de costura para garantir renda. Essa iniciativa superou as expectativas das participantes em seu nível de estruturação, gestão e processo produtivo. Com 40 participantes trabalhando de forma cooperativa, desenvolvendo ampla linha de produtos, o grupo se especializou em sacolas de diferentes matérias primas, todas sustentáveis. A sede era um grande problema, que foi resolvido novamente em mutirão, as mulheres do grupo e outros moradores do Jardim da Conquista se organizaram e juntos construíram a sede da Conkistart, em um espaço que estava sendo construído para a Associação de Moradores.

 “Ah, o projeto foi ótimo, hoje me sinto mais independente, muitas coisas mudaram e o melhor de tudo, é que posso comprar presentes para os meus netinhos sem mexer no orçamento de casa!” – Maria de Lourdes Figueredo.

Com o desenvolvimento do projeto foi possível aparecer nessa mulher tímida seu lado de liderança. Serena e dona de uma paciência só dela, apazigua os desentendimentos do grupo e passou a ser referência para as mulheres do Conkistart.

Hoje, ela se considera mais independente e descobriu que também pode ajudar o próximo. Tornou- se uma das melhores professoras da Oficina Escola. Algumas das mudanças em sua postura são visíveis, outras, as mais profundas apenas ela pode perceber.

Sede da Associação Conkistart

A Conkistart é muito mais de que uma oficina de costura, é a concretização do sonho de dezenas de mulheres, é um espaço de convivência, de trocas de experiência e a materialização do ambiente de trabalho, enfim é um espaço de transformações!

 

 

 

    Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

    Os comentários estão encerrados.